terça-feira, setembro 19, 2006

quase quotidiano

Imagem daqui


A cicatriz não era apenas um risco indelével, antes uma marca profunda e horrenda...
(um espelho não mente!)...
Os olhos reflectidos sorriam o agrado que não sentia...
(um espelho não mente!)...
Aproximou-se daquele rosto incoerente...
Vertigem...
Fúria...
Mas os espelhos não mentem!...

lélé

4 Comments:

Blogger lélé said...

Ó Zeca, pá, andaste de férias e agora queres que eu me lembre duma coisa que disse há 500 anos?!... espero que tenham sido férias!... obrigada pelo plágio.

setembro 19, 2006  
Blogger Thiago Forrest Gump said...

Os espelhos são os donos da sinceridade!



Boa semana

setembro 20, 2006  
Anonymous Anónimo said...

Os espelhos não mentem... refletem...

Feel this... just a blowing kiss...

setembro 20, 2006  
Blogger a rasar o ceu said...

excelente. esta "marca".




olá querido Zeca....

voltei. beijos...


isa.

setembro 20, 2006  

Enviar um comentário

<< Home